Preventef

7 dicas para prevenir diarreias e vômitos em gatos

Problema ocorre com maior frequência em filhotes e em animais que se alimentam de sobras de comida humana

Diarreias e vômitos não são uma doença em si, mas sim sinais
evidentes de que alguma coisa não vai bem no sistema gastrointestinal. No
caso de gatos, representam o segundo motivo de consulta ao
médico veterinário, atrás somente das alterações de pele. Diversas causas
podem incitar vômito e diarreia no felino, por isso os pacientes devem
ser tratados de formas diferentes.
De modo geral, contaminação por vírus, bactérias, vermes ou
protozoários são causas comuns, mas a ingestão de corpos estranhos, como
plásticos e brinquedos, produtos tóxicos, alimentos estragados,
mudança súbita de alimentação, sem período de adaptação são fatores que podem levar a um quadro de problemas gastrointestinais. Além disso, os sinais podem ser indício de doenças como pancreatite (inflamação do pâncreas), câncer, inflamação
intestinal, insuficiência pancreática exócrina e alergia alimentar.

Outros sinais comuns de problemas gastrointestinais são perda de apetite,
constipação intestinal (“prisão de ventre”), fezes com presença de muco,
sangue ou outras alterações, náuseas, perda de peso e flatulências, sendo
problemas mais suscetíveis aos filhotes e aos animais que se alimentam
de restos de comida ou que têm acesso à rua.

7 dicas para evitar os problemas gastrointestinais em cães e gatos.

1. Mantenha a vacinação em dia;
2. Ofereça alimentação balanceada e nutricionalmente completa;
3. Não ofereça petiscos de alimentos para humanos, como pedaços de carne, queijo, embutidos ou doces;
4. Deixe sempre água limpa e fresca à disposição;
5. Evite que o animal passeie desacompanhado fora de casa;
6. Evite o contato com animais doentes;
7. Ao substituir a alimentação, faça gradativamente.

Christiane Prosser, coordenadora de Comunicação Científica da Royal Canin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Published on: 8 dezembro 2015
Posted by:
Discussion: Leave a comment