lagrima-caes

Lágrima ácida em cães

É possível notar, em algumas raças de cães, que a região do focinho apresenta uma coloração amarronzada e diferente do tom da pelagem do animal. Essa diferenciação ocorre em razão do excesso de secreção produzida pelos olhos para mantê-los lubrificados e evitar que elementos provoquem a irritação das córneas, a exemplo dos cílios virado e o pelo do cão quando comprido.
Entre as raças mais propensas ao aparecimento das manchas amarronzadas provocadas pela lágrima ácida estão os Poodles, Maltês, Bulldog Inglês, Lhasa Apso e Shih Tzu. No meio clínico, esse fenômeno também é chamado de epífora.
Acontece o escorrimento da secreção quando o ducto lacrimal não é capaz de absorver a lágrima produzida pelo cachorro, ou então, por fatores genéticos, a exemplo dos cães que possuem o focinho achatado e o globo ocular saltado – dificultando a drenagem da secreção.
A lágrima que escorre pelos olhos desses pets não é ácida. O pH é neutro e próprio para sua localização ocular, mas um dos componentes, quando concentrados em excesso, ocasiona a diferenciação da coloração da pelagem, provocando o tom amarronzado na região do focinho.
Você está se perguntando se é possível acabar com a lágrima ácida do seu cão? Respondemos que sim, desde que o animal não tenha nenhum problema físico.
A limpeza dos olhos é essencial, mas é importante manter a região sempre seca, por isso, lave diariamente e seque com um pano bem limpo, lenço de papel, ou até mesmo a gaze. É indicado massagear o canto dos olhos, que evita o entupimento na ponta lacrimal e mantém o pelo do rosto do animal bem aparado.
antes-depois
fonte: Total Alimentos
Published on: 9 abril
Posted by: