patinha  DERMATOLOGIA

É mais do que sabido o enorme avanço da medicina veterinária nos últimos anos. Tal avanço está intimamente ligado à presença crescente dos veterinários que atuam como especialistas dentro de suas respectivas áreas. Especificamente, os casos de dermatologia compreendem grande parte dos atendimentos e queixas dos proprietários de animais.

Algumas doenças ocorrem com maior frequência na pele dos pacientes caninos e felinos, ressaltando-se as doenças alérgicas, os ácaros promovedores das sarnas, as micoses, as infecções bacterianas, injúrias hormonais, imunomediadas e até mesmo as de origem neoplásica. Incontáveis podem ser os sinais e sintomas das afecções dérmicas, assim como: as falhas no pelame, prurido intenso, odor não habitual, secreção otológica e lambedura excessiva dos espaços entre os dedos. Distúrbios esses que podem estar presentes em caráter isolado ou concomitantes, refletindo alterações agudas ou crônicas.

Assim como o médico humano, o médico veterinário dermatologista possui ferramentas diagnósticas diversas no auxílio de sua conduta médica, com a finalidade única de alcançar um diagnóstico pontual da doença existente. Avaliações microscópicas diretas da estrutura pilosa, de restos celulares coletados de raspados de pele, cultura de materiais biológicos, entre inúmeras avaliações sanguíneas, são exemplos.

Dr. Tiago Abrahão Pereira Nunes
CRMV-RJ 10.324
Sócio efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia Veterinária