emergencia

Emergência Pet: você está preparado?

Se só de pensar em uma situação de emergência o deixa em pânico, você não está sozinho. Qualquer situação de emergência que afete um membro da família ou um ente querido não envolve apenas nosso raciocínio rápido, mas nossas emoções. Uma emergência médica envolvendo um amado animal de estimação traz respostas semelhantes.

Como em qualquer emergência, o preparo é fundamental para uma resposta eficaz. A preparação para emergências envolve – em primeiro lugar – saber identificar uma emergência e, em seguida, que ações tomar.

Como saber se o seu animal está em situação de EMERGÊNCIA?

Enquanto algumas situações são emergências óbvias, há muitas emergências de saúde perigosas e potencialmente fatais que apresentam sintomas mínimos ou sutis. Por exemplo, muitos donos de animais têm lidado com vômito de gato ou cachorro. Na maioria dos casos, é tão simples quanto uma bola de pêlo ou um desconforto estomacal devido à introdução de novos alimentos ou enjôo. Mas o vômito – e particularmente o vômito que não diminui com poucas horas – pode ser um sinal de uma doença mais séria ou de um possível envenenamento.

Aqui estão alguns sintomas que você deve ficar alerta:

- Dificuldade ao respirar
- Não comer ou beber
- Paralisia ou claudicação
- vocalização (fazendo sons estranhos, miados, latidos fora do comum)
- Vômitos ou diarréia que não param em poucas horas
- Sangramento inexplicado
- Mudanças súbitas de comportamento ou temperamento

É provável que você perceba se seu animal de estimação parecer “desligado” de alguma forma. É sabido que pais de animais de estimação que pensam apressadamente pegam uma emergência médica em seus estágios iniciais simplesmente porque notaram que um animal de estimação estava se comportando de maneira diferente ou incomum. É sempre uma boa ideia seguir a sua intuição e levar o seu animal para um check-up.

Existem outras situações que devem ser vistas como emergências, independentemente de seu animal de estimação estar ou não mostrando sinais de sofrimento.

As situações a seguir precisam sempre ser levadas a sério e consideradas emergências com o seu pet:

- Acidente de carro envolvendo seu animal de estimação
- Ataque por cão ou animal selvagem
- Queda de alturas
- Ferida relacionada com arma de fogo ou armadilha
- Ingestão de uma toxina ou substância venenosa conhecida

ATENÇÃO: Em casos de hemorragia interna ou trauma, os sintomas são difíceis de detectar até que seja tarde demais.
Por favor, veja todos os acidentes, ataques ou traumas como emergências médicas.

 

Como agir em uma EMERGÊNCIA com animais

Você provavelmente já ouviu isso antes: a primeira ordem em uma emergência é garantir que você está fora de perigo e permanecer calmo. Permanecendo calmo, você terá melhor foco em cuidar de seu animal de estimação doente ou ferido e o ajudará a ficar mais calmo enquanto estiver recebendo a ajuda que ele precisa.

Em qualquer emergência veterinária, quanto mais cedo você levar seu animal de estimação para receber tratamento, maiores serão suas chances de recuperação. Imediatamente leve-o  a clínica de emergência veterinária mais próxima. Recomendamos que você mantenha o número do hospital veterinário de emergência do seu bairro na sua geladeira, nos arquivos de registros de saúde do seu animal de estimação e salvo em seu telefone celular.

Se possível, use uma caixa de transporte com alguns cobertores para transportar seu animal de estimação. Se você se lembrar, leve os registros de saúde de seu animal e qualquer medicação que ele esteja tomando.

Emergências de animais de estimação podem acontecer em qualquer lugar, a qualquer momento. Idealmente, é uma boa ideia ter um kit de primeiros socorros para animais de estimação em seu carro e duplicar os registros médicos para viagem.

Se você tiver alguma dúvida sobre a saúde do seu animal ou se estiver preocupado com um sintoma que você notou, entre em contato conosco para agendar um horário. Não fique a dúvida e não coloque a saúde do seu amigo em risco.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Published on: 4 fevereiro
Posted by:
Discussion: Leave a comment