Gatos ajudam a curar doenças e vícios

São muitas as histórias de pessoas que ajudam a salvar os gatos, mas quando são os gatos que salvam a vida de pessoas? Duas histórias se tornaram famosas, a de James que largou as drogas para cuidar do gato Bob, que achou com dores no centro de Londres, e a história do Lorcan que aprendeu a falar com a ajuda de sua gata, Jessi.

A convivência com o gatinho na vida de James foi fundamental para dar uma guinada em seu destino: “Ele me dá amor, não exige nada em troca além de amor também. Acho que qualquer bichinho de estimação pode fazer esse papel. Bob teve o mérito de me devolver o senso de responsabilidade”. relata James, o dono do Bob. “Estou limpo. Reatei relações com meus pais e irmãos e tenho amigos de novo”, comemora James. A história de James com seu gato já virou até livro, intitulado ‘Um gato de rua chamado Bob’.

Já o garoto Lorcan Dillon foi diagnosticado com um tipo de ansiedade que o impede de expressar suas emoções. Contudo, sua convivência com a gata Jessi, o ensinou a dizer ‘eu te amo’ pela primeira vez. “Eles se tornaram inseparáveis e a gata Jessi fez uma enorme diferença na vida de Lorcan”, disse Jayne Dillon, 44 anos, mãe do garoto. “Nós pegamos o gato há dois anos e neste tempo Lorcan teve um enorme progresso na escola. Nas duas últimas semanas, ele começou a se comunicar com as pessoas que não conhece muito bem e até lê para uma professora – coisa que nunca tinha feito até então”.

Como se vê, nossos gatinhos são capazes de se tornarem muito mais que apenas um pet, podem transformar a vida de seu dono, ajudando na cura de doenças e vícios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Published on: 22 maio 2016
Posted by:
Discussion: Leave a comment